Quais os cuidados ao colocar meu imóvel para locação?

By On

A situação está difícil para todos e se você tem um imóvel desocupado pode ser uma alternativa para ter uma graninha boa no final do mês, colocando a sua casa para alugar.

Porém, para quem não tem experiência nessa área é normal surgirem dúvidas com os gastos, de como atrair bons inquilinos e como ter um bom contrato para evitar problemas futuros.

O primeiro passo é cuidar da administração do imóvel e de quem será responsável por ele. Você precisa ir atrás das leis para se informar e não correr riscos de calote ou ser processado por irregularidades no imóvel.

Se preferir, você pode recorrer a uma imobiliária para não ter que ficar responsável por toda essa burocracia e muito menos para discutir sobre contrato e fazer cobrança ao inquilino.

Se você optar pela segunda opção, é aconselhável procurar por uma imobiliária que você confie e que seja próximo do imóvel a ser locado. E é claro, veja quais os valores que a imobiliária cobra pelos serviços que serão prestados.

Geralmente, o primeiro aluguel é repassado integralmente para a empresa, como forma de pagamento pelos serviços prestados antes do aluguel. Depois você paga em média 8% do aluguel e dos encargos para a empresa.

Decidido isso, você deve prosseguir para os outros passos que tem relação com o imóvel em si.

Boa apresentação

quais-os-cuidados-ao-colocar-meu-imóvel-para-locação

De acordo com a lei, o proprietário é obrigado a só comercializar um imóvel, se o mesmo tiver condições de ser habitável. Por isso é de extrema importância apresentar boa aparência na casa ou apartamento que você quer alugar.

Se a sua propriedade ficou fechada durante um tempo, você precisa conferir se algo precisa de manutenção, e é claro, mantenha o local sempre limpo.

Assim, fica mais fácil de atrair potenciais inquilinos para o seu empreendimento.

Se o seu imóvel possui jardim, tenha o cuidado de mantê-lo limpo e aparado. O mesmo vale para as propriedades que possuem piscina.

A falta de cuidado nesses pequenos detalhes pode dificultar o fechamento do contrato e também em desvalorizar o seu imóvel no mercado. Afinal, tudo que o inquilino perceber que precisa de reforma, significa mais gasto para ele.

Anuncie seu imóvel

quais-os-cuidados-ao-colocar-meu-imóvel-para-locação

Em tempos de conectividade digital, o melhor jeito de atrair inquilinos para a sua propriedade é anunciando!

Seja nas redes sociais ou em sites específicos para locação de imóveis.

Tenha boas fotos de todos os cômodos do seu empreendimento e defina um preço de acordo com o tipo de imóvel e localização.

Assim, você vai aparecer para a maioria das buscas feitas nos sites – normalmente as pessoas fazem buscas filtradas para conseguir um aluguel que estão dispostos a pagar.

E claro, facilite ao máximo o acesso ao local.

Pense que se a pessoa viu o anúncio, gostou das condições e do preço, ligou para você com interesse de ver o imóvel, tem mais do que 50% de chance dela querer fechar negócio.

Por isso, é importante dar uma atenção maior nessa etapa e ser flexível na questão de horários de visitação.

Na hora de fechar o contrato

quais-os-cuidados-ao-colocar-meu-imóvel-para-locação

É preciso ficar atento em quatro pontos do contrato: o preço do aluguel, tempo de vigência de contrato, garantia e eventuais penalidades, caso tenha inadimplência.

No contrato também deve constar reajuste – geralmente feito no período de um ano, seguindo o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) – e cláusulas de rescisão.

A dica é estabelecer o valor da multa, caso alguma das partes decida terminar o acordo antes do prazo firmado.

Isso porque na locação no nosso país, o locador não pode rescindir o contrato. Pela lei, o direito é dado ao locatário se ele pagar uma multa para isso.

Esteja ciente das despesas

quais-os-cuidados-ao-colocar-meu-imóvel-para-locação

Antes, durante e depois de alugar o imóvel, você precisa arcar com pequenas reformas e consertos da propriedade.

Nessas horas é bom não economizar, afinal, quanto mais você preservar o imóvel, mais fácil de mantê-lo impecável e com gente morando e usufruindo do espaço.

As despesas como IPTU e condomínio são de responsabilidades do inquilino.

Mas as despesas extraordinárias como, por exemplo, as obras no condomínio que podem ser feitas para valorizar o imóvel, é de total responsabilidade do proprietário.

O artigo foi redigido pela Rafaela Roque Fernandes da 80 20 Agencia de Marketing.

Não deixem de conferir nossos imóveis na plataforma online da Benvenuto, além de acompanhar nosso instagram – @benvenutobrasil – e o nosso facebook. 

Gostou das informações? Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião!

quais-os-cuidados-ao-colocar-meu-imóvel-para-locação

Deixe uma resposta