O que é crédito imobiliário?

By On

O crédito imobiliário faz alusão ao capital para comprar imóveis, porém, você sabe como se obtêm e quais são as categorias de crédito existentes no mercado brasileiro?

Há várias possibilidades de crédito, cada uma possui benefícios diversos e pode ser aconselhados para uma aquisição, mas não recomendados para outra.

Se você deseja conhecer mais sobre este assunto, leia o artigo até o final!

credito-imobiliario

 

O que é crédito imobiliário

O crédito imobiliário é um produto ofertado através de instituições financeiras com a finalidade de descomplicar a aquisições de imóveis, afinal de contas, aplicar capital em imóveis requer bastante recursos e a maior parte dos indivíduos não possuem tanto dinheiro para adquirir um imóvel à vista.

Em várias situações, a aquisição à vista não é necessariamente oportuna, pois, um capital que tem a possibilidade de estar acessível ou investido, fornecendo lucro, se converte em uma casa ou apartamento. De modo a possuir esse capital novamente, o investidor necessita vender o imóvel. Logo, falamos que a compra de casa/apartamento é uma aplicação com baixa liquidez, porque não se torna em dinheiro no curto prazo.

Por isto que vários indivíduos escolhem investir o dinheiro em um financiamento de crédito de modo a adquirir um imóvel. Assim, adquirindo o imóvel desejado e também possuir acesso ao capital.

O mercado imobiliário possui uma utilidade bastante significativa na economia, porque produz vários empregos e contempla à demanda de habitação e as preferências de investidores. Desta forma, o governo tem o hábito de fomentar a admissão do financiamento imobiliário, através da diminuição de taxas, a título de exemplo.

Com a finalidade de obter permissão a um financiamento imobiliário, é indispensável que o investidor tenha capital armazenado com o objetivo de oferecer uma ótima entrada em dinheiro na aquisição. Logo, o montante do financiamento decresce e, igualmente, a instituição financeira tem menor risco de inadimplência.

Se o banco constatar que o comprador é bom pagador, melhores são as condições do financiamento. Portanto, abstenha assumir dívidas para diminuir os riscos de ter seu nome negativado.

Como você já compreendeu o significado de um financiamento de crédito imobiliário, podemos passar para as categorias de crédito existentes.

tipos-de-credito-bancario

Categorias de crédito existentes

1. Sistema Financeiro de Habitação (SFH)

O sistema de financiamento imobiliário mais comum no nosso país é o SFH. Os efeitos da aplicabilidade do capital na poupança é o financiamento.

Para o imóvel ser financiado, é compulsório um montante máximo para o imóvel. Dependendo do estado, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, a quantia é de R$ 950 mil. Nos demais estados, a quantidade máxima consiste em R$ 800 mil. Em 2019, este montante será de R$ 1,5 milhão independentemente do estado.

Em relação à taxa de juros, há um montante máximo que pode ser arrecadado. Atualmente, a taxa é de 12% ao ano. Com este sistema, é capaz financiar até 80% da residência. Além disso, é relevante relembrar que o contratante deve habitar ou trabalhar na mesma cidade em que está localizado o imóvel, não pode ter um segundo contrato pelo SFH e nem outro imóvel na mesma cidade ou região metropolitana. Também, o imóvel deve ser residencial.

2. Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

O SFI não estabelece limite para o montante do financiamento do imóvel e nem para os juros arrecadados. O capital para esse financiamento é resultado das aplicações dos clientes no banco.

O cliente somente se transforma em dono do imóvel depois de pagar toda dívida, porque a residência permanece em alienação fiduciária.

3. Tabela SAC

É uma forma de amortização de dívida, não sendo um sistema de regras que rege um financiamento. No Sistema de Amortização Constante (SAC), as taxas afetam a dívida, logo, o montante das prestações diminui à medida que se quita a dívida. Este é a categoria de crédito menos comum.

4. Tabela Price

A tabela price é um tipo de amortização em que consumido possuirá um financiamento com prestações fixadas. Não obstante, a constituição da quantia destas prestações virará distinto no transcorrer do financiamento.

5. Sistema de Amortização Crescente (Sacre)

O sacre é uma categoria de amortização menos utilizada, pois, as primeiras prestações possuem o montante menor e, à proporção que a quitação vai sendo efetuada, as parcelas ficam mais caras. Logo, custo é diminuído no fim do financiamento.

Quando a temática são categorias de crédito, há variadas variáveis para serem averiguados. É importante que o cliente para alcançar uma residência que atenda a uma das categorias de financiamento.

Gostou das informações? Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião! Não deixe de conferir nossa plataforma digital!

Deixe uma resposta