Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

By On
Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Morar em apartamentos tem algumas vantagens: segurança, conforto, preço e tamanhos são algumas delas. Porém, quando o assunto é animal de estimação é comum o pensamento de que pets e apartamentos não combinam.

E, pra piorar, inúmeros condomínios proíbem a presença de bichinhos de estimação, fazendo com que várias pessoas abram mão do desejo de ter animais em apartamento.

Dito isso vários assuntos entram em pauta. Animal combina com apartamento? Como escolher o bichinho ideal para a sua casa? Os condomínios podem criar regras proibindo a presença de bichos de estimação?

O que sobram são dúvidas, dúvidas que muitas vezes passam batidas e ficam sem respostas. Porém, elas acabam agora.

Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Animais indicados para apartamento

Animais e apartamentos combinam sim, e muito. O importante é escolher o bichinho de estimação certo e que não atrapalhe sua rotina e não incomode tanto os vizinhos.

Algumas raças de cães precisam de mais espaço, por isso, quando o assunto é apartamento, cachorros de pequeno e médio porte são as melhores opções e, cuidados especiais precisam ser tomados para garantir o bem estar o seu pet.

O mesmo vale para os gatos. Mesmo que pequenos, gatos são animais que precisam de muito espaço livre. Eles se locomovem bastante e costumam escalar os móveis da casa, por isso, algumas adaptações devem ser feitas para receber esse bichinho em casa.

Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Mas se você está buscando por um pet diferente, são vários os animais indicados para apartamento. Dentre eles podemos destacar chinchilas, furões, hamsters, peixes, pássaros, porquinhos-da índia, tartarugas e coelhos. Animais pequenos e com suas particularidades, porém, que não necessitam de grandes espaços.

Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Raças indicadas

Mesmo com a variedade de opções de pets, a maioria das pessoas que quer ter um bichinho em casa preferem comprar ou adotar um cachorrinho.

Como dito anteriormente, cachorros de pequeno e médio porte são as melhores opções para aqueles que moram em apartamentos e desejam ter um cão em casa.

Além do tamanho do cachorro, outros fatores devem ser levados em conta, tais como: tipo de pelagem, temperamento, necessidade de exercícios e de companhia.

Para facilitar e orientar a escolha, separamos raças de cães indicadas para apartamento.

  • Lhasa Apso – De origem tibetana e com pelagem longa, os cães desta raça possuem pequeno porte e temperamento equilibrado. São alegres, amistosos, companheiros, afetuosos, calmos, tranquilos e ligeiramente indiferentes a estranhos.
  • Maltês – Esta raça sempre foi considerada de salão e de luxo, companheiro de nobres e aristocratas ao longo da história. Possui pequeno porte, pelagem longa, adora companhia, é inteligente, carinhoso e alegre.
  • Buldogue Inglês e Pug – Os cães de ambas as raças possuem focinho achatado, são tranquilos, preguiçosos e têm a energia baixa.
  • Bichon Frisé – De origem franco-belga, os cães desta raça possuem pequeno porte, são alegres, afetuosos, ativos, festivos e muito dóceis. Relacionam-se muito bem com crianças.
  • Chihuahua – São inteligentes, afetuosos, corajosos e bastante apegados ao dono. É um ótimo guardião, porém late ao menor barulho.
  • Papillon – Muito apegado aos donos, alegre, afetuoso, equilibrado e obediente, apresentando facilidade para ser adestrado de forma suave.
  • Poodle Miniatura – Segundo proprietários, o poodle miniatura é mais uma raça ideal para viver em apartamentos. De origem francesa, estes cães não soltam muito pelo, são apegados ao dono, afetuosos, amigáveis, fiéis e alegres.
  • Yorkshire Terrier – Uma das raças mais populares do Brasil, é ideal para pessoas alérgicas. O pelo dos exemplares desta raça é similar ao cabeço humano.
  • Buldogue Francês – Apresentam o focinho achatado e são muito amáveis e dóceis, se relacionam muito bem com outros animais e crianças.

Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Espaço pet

Após escolher seu bichinho de estimação é importante entender que algumas alterações podem e devem ser feitas para garantir o conforto e a segurança de seu animal.

As modificações variam de acordo com as necessidades de cada bicho. Peixes precisam de aquários, chinchilas precisam de gaiolas, gatos precisam de espaço livre e por ai vai.

Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Independente da raça de seus bichinho, 3 decisões devem ser tomadas na hora de montar o cantinho do seu pet: espaço, objetos e organização.

A princípio, deve-se escolher o espaço do seu bichinho. Nada de áreas apertadas, cheias de armários ou de outros móveis. Locais que batam muito sol também não são indicados e não se esqueça de levar em consideração o tamanho do seu pet.

Após definir o local, é preciso escolher o que por. As opções variam de acordo com o animal. No caso de um cachorro, por exemplo, podemos optar por caminhas, casinhas, potes para água e comida, ossinhos e diversos brinquedos.

E por último mas não menos importante é preciso aprender a manter o lugar organizado. Espaços sujos e com mau cheiro fazem mal aos animais e, por isso, é necessário cuidar do cantinho de seu pet.

A segurança do seu bichinho também é importante, por isso lembre-se de esconder os fios elétricos e colocar telas nas janelas de seu apartamento.

Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Meu condomínio proíbe animais de estimação, e agora?

É importante mencionar nesse artigo que a legislação brasileira garante autonomia na propriedade privada. Em outras palavras, o morador pode possuir o que bem entender em sua moradia.

Nenhum síndico ou proprietário pode proibir a permanência de cachorros em apartamento ou casa. Isso faz parte do seu direito de propriedade.

Mesmo que as regras do condomínio proíbam de alguma maneira a presença de cães, elas não podem ir contra e não são maiores que a Constituição Federal, código maior do país, ou o Código Civil.

Apenas um juiz pode, depois do tutor apresentar sua defesa, ordenar a retirada do animal. Essa decisão deve ser tomada apenas depois do processo conter provas inequívocas e o animal de fato apresentar algum perigo ou causar desassossego.

Pets podem morar em apartamento. Seja de porte pequeno, médio ou porte grande. O que realmente determina uma boa convivência e a possibilidade de ter cachorros em apartamento são o comportamento e criação deles.

Animais e apartamentos combinam, e muito, e é seu direito ter um bichinho em casa. Todavia, é seu dever cuidar bem do seu pet, dando muito amor e carinho.

Animais em apartamento: dicas, deveres e direitos

Deixe uma resposta