Localizado na região oeste de Belo Horizonte, o Prado é um dos bairros mais antigos e tradicionais da capital mineira.

Entre as avenidas do Contorno, Amazonas e Tereza Cristina, está o bairro Prado, com suas ruas, quase todas com nomes de minérios e pedras.

Antigas casas, belos quintais, ruas tranquilas e arborizadas, algumas ainda de calçamento, marcam os registros do começo da ocupação de BH.

Mesmo com o processo de verticalização do início dos anos 1960, o Prado é essencialmente ocupado por casas.

Com a expansão imobiliária recente na capital e a falta de opções de terrenos nos principais pontos da Região Centro-Sul, vizinhanças como o Prado e Gutierrez começaram a se valorizar ainda mais.

 

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

Oficialmente loteado em 1920 e intimamente ligado à história da fundação da capital mineira,a origem do Prado é ligada aos operários que ajudaram a construir a capital mineira.

Pouco tempo depois da fundação de BH, no início dos anos 1900, esses operários foram removidos de áreas na parte interna da Avenida do Contorno, consideradas mais nobres, e passaram a ocupar regiões próximas ao Centro. Desde então o bairro possui e mantêm o perfil de classe média.

Principais referências

Alguns eventos marcaram e influenciaram a ocupação da região. Em 1906, foi inaugurado o Prado Mineiro, primeiro hipódromo da cidade, onde hoje funciona o Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais.

Responsável por movimentar a vida social da nova capital, as corridas e exposições agropecuárias, que até 1930 ocorreram no local, atraindo membros da alta sociedade de BH.

Batizado em homenagem ao engenheiro e político Antônio Prado Lopes Pereira, que chegou a ocupar interinamente o cargo de presidente do estado de Minas Gerais, o hipódromo marcou a história da região.

É considerado uma das primeiras atrações turísticas de Belo Horizonte. Há mais de 100 anos, além das provas de turfe, o local abrigou os primeiros campeonatos de futebol da cidade.

Uma linha de bondes foi construída para atender ao hipódromo. Com isso, a região do Calafate e do Prado ganhou um fácil acesso ao Centro. Os bondes elétricos foram desativados pela prefeitura em 1963.

Na década de 1930, o local, ocupado pelo comando da PMMG, que transformou as instalações no Departamento de Instrução (DI) para a formação de recrutas da corporação recebeu o primeiro avião a sobrevoar a cidade.

Hoje, a área é ocupada pela Academia de Polícia Militar, Batalhão de Cavalaria Alferes Tiradentes, Colégio Tiradentes e Clube dos Oficiais da PMMG, e permanece como uma das principais referências da região.

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

A Basílica do Santo Cura D’Ars é uma igreja católica localizada no Prado. A igreja foi inaugurada em 1949, tendo sido construída por padres italianos. Em 1986, a então igreja foi elevada a categoria de basílica menor pelo Papa João Paulo II.

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

Gastronomia

Quando o assunto é gastronomia o Prado merece ser mencionado. Famoso pela variedade e responsável por abrigar espaços queridos em BH.

Quando o assunto é hamburgueria, o bairro de destaca. Responsável por abrigar espaços famosos e até rodízios, o Nevermind Pub vem se destacando.

Com um cardápio composto por sanduíches que levam nomes de músicas de rock famosas, cervejas artesanais e um ambiente super divertido, o Nevermind tem feito sucesso.

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

Quando o assunto é comida oriental o Prado também leva a fama. Com rodízios com excelentes custos benefícios e muito peixe fresco, espaços como o Sushi n’ Music e o Sushi Japa Chan vem chamando atenção.

A culinária indiana também ganhou espaço no bairro. No restaurante Namastê não espere português afiado dos indianos que trabalham nesse restaurante, espere uma experiência gastronômica incrível.

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

Vocação boêmia

A vocação boêmia do bairro Prado não pode ser esquecida.

Ruas repletas de bares, bares que muitas vezes viram as noites lotados.

Com espaços menores e antigos, com frequentadores fiéis, como no Bar do Seu Bigode, seja pela cerveja ou pela famosa feijoada do final de semana, ou até espaços maiores e mais modernos, como o Calaveras, com decoração mexicana. Esse é o Prado.

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

Lazer

No Prado, o lazer é quase que predominantemente noturno e composto por bares.

Não existem muitas opções para lazer ao ar livre.

Uma academia a céu aberto na Praça Professor Borges da Costa, e mais duas pequenas praças – Carlos Villani e Eugênio Zucheratto – atendem os moradores.

Existe, também, a ciclovia no percurso da Avenida Tereza Cristina.

Bairro completo

O Prado é um bairro que atende plenamente sua população. Aliado à excelente localização, as várias vias de acesso e opções de linhas de ônibus fazem do bairro um dos mais valorizados da cidade fora da Região Centro-Sul.

Sua vizinhança conta com extensa rede de serviços e comércio. São supermercados, padarias, açougues, hortifrútis, depósitos de material de construção, farmácias, colégios públicos e privados, faculdade, bares e restaurantes. Fica próximo a grandes hospitais e outras regiões com ótima infraestrutura.

A rua Platina, junto com as ruas Turquesa, Turfa e Francisco Sá, concentram praticamente todo o comércio do bairro.

Ponto negativo

O ponto negativo do Prado é frequente em praticamente todos os bairros de BH, senão todos.

O trânsito do bairro pode se tornar um pouco intenso, principalmente por causa das ruas Platina e Francisco Sá. Além de suas vias de acesso e avenidas que o cercam.

Todavia, essas características são generalizadas em Belo Horizonte. O trânsito afeta as todos os bairros e pessoas.

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

Gostou do nosso artigo? Acha que o Prado é o bairro para você?

Então acesse o nosso site e encontre o imóvel ideal para você e sua família.

Descobrindo o bairro Prado em Belo Horizonte

Deixe uma resposta