À medida que o mercado imobiliário se recupera, alguns compradores e vendedores vão entrando no mercado pela primeira vez. Eles entram para o mercado com várias hipóteses sobre como ele funciona.

Suas opiniões podem vir de programas de TV ou até assistindo experiências de seus pais ou amigos. Talvez eles aprenderam sobre o mercado imobiliário por uma recente experiência de compra ou venda de um colega de trabalho. O problema é que quanto mais novo, costumam assumir algumas generalizações sobre o mercado e principalmente acreditar em “mitos imobiliários”. Aqui estão três desses mitos que compradores e vendedores menos experientes assumem como verdadeiros:

Mito 1: O período de férias é a melhor época para vender uma casa

Historicamente, um ótimo período imobiliário estava vinculado ao verão do final do ano letivo. Famílias eram os compradores típicos e queriam aproveitar o verão para que seus filhos pudessem iniciar o novo ano em uma nova escola e uma nova casa. É verdade que muitas pessoas ainda deixam para mudar nessa época, mas não é necessariamente o melhor momento para vender a sua casa.

A realidade: A melhor hora de vender é quando existe a demanda

Hoje, mais da metade dos compradores de imóveis não são casados, e suas decisões não são baseadas no calendário escolar. Então esse argumento não é tão forte quanto costumava ser. É tudo uma questão de oferta e demanda. A maioria dos vendedores assumem que os compradores não estão olhando imóveis durante o meio do ano. E, no entanto, muitos compradores estão visitando casas e fazendo pesquisas online antes mesmo do natal.

Leia mais: Os 10 maiores erros do investidor imobiliário

Mito 2: Sempre comece com a sua oferta mais baixa

Não há nenhuma estratégia generalizada para fazer uma oferta em um apartamento. Um vendedor poderá ter colocado um preço acima do mercado de propósito. Alguns mercados podem ser mais competitivos que outros. Mas, de alguma forma, dentro da cabeça de um comprador sempre tem uma voz dizendo “nunca ofereça o preço que o vendedor está pedindo.” Essa estratégia poderá funcionar se você está tentando comprar um computador usado em um classificado online. E funcionou bem em alguns imóveis comercializados anos atrás. Mas os tempos mudaram.

A realidade: Você não chegará em lugar nenhum com ofertas baixas em imóveis bem avaliados

Um comprador com potencial financeiro, desperdiçará seu tempo fazendo ofertas baixas desde o início. É provável que uma casa que está no preço correto receba várias ofertas. Nesse momento, ficar jogando com ofertas baixas resultará em uma grande decepção. Em vez disso, busque entender o mercado, pesquise o preço médio da região e busque saber se o imóvel está bem avaliado ou não. Você vai aprender rapidamente, depois de visitar alguns apartamentos da região, se aquele imóvel está com uma faixa de preço aceitável ou não. Você poderá assim fazer a oferta que realmente vai possibilitar a compra do imóvel.

Mito 3: A oferta em dinheiro supera tudo

Há uma posição de que um vendedor, considerando duas ofertas diferentes sempre irá escolher a oferta à vista, porque o risco é menor. Como resultado, muitos compradores que acreditam nessa hipótese acham que porque estão pagando em dinheiro, podem fazer uma oferta abaixo do preço pedido, e que provavelmente sua proposta será aceita.

A realidade: Um vendedor experiente pode ser mais tentado por uma oferta de financiamento sólido

Considere um vendedor vendendo sua casa no valor R$400.000,00. O vendedor recebe duas ofertas em seu imóvel: Uma oferta é de R$375.000,00 e a outra é com o preço pedido completo, porém, com uma entrada de 50% e o restante em um financiamento com a carta de pré-aprovação de crédito do banco em curtos períodos de pagamento.

Um bom vendedor, ao tomar conhecimento do mercado, vai analisar os dados que suportam as finanças dos seus clientes, tais como relatórios de crédito e verificação da sua renda ou seus bens. Com toda a análise de risco feita, a proposta de valor superior terá grandes chances de ser escolhida.

Leia também: As estratégias por trás das vendas de imóveis

Conheça o mercado imobiliário

Quando você está entrando para o mercado, seja para comprar ou vender, a coisa mais importante que você precisa fazer é conhecer o mercado imobiliário. Converse com pessoas experientes e não faça suposições com base no que você acha que sabe. O mercado imobiliário é local. Cada mercado é diferente, com seus próprios costumes e características. Se você acredita que existem regras gerais para traçar estratégias que se aplicam em todos os lugares e a qualquer hora, é provável que você esteja bem enganado.

Conhece mais mitos do mercado imobiliário? Registre nos comentários e siga a página da Benvenuto no Facebook.

Uma Resposta

Deixe uma resposta

Tags

Sobre o autor

Rafael Milagre

Twitter Facebook Email Website

CEO & Founder da Benvenuto, acumula experiência no mercado imobiliário a mais de 4 anos. Adora futebol, tecnologia e startups :) Anuncie seu imóvel grátis na Benvenuto: http://www.benvenuto.com.br