Dividir um apartamento é uma necessidade para muitas pessoas, principalmente os jovens. Na faculdade, ou em período de aperto financeiro, dividir os custos da casa com um amigo é uma ótima maneira para ajudar a cortar as despesas. Viver com um amigo pode ser muito divertido além de ser uma excelente experiência. Dessa convivência muitas vezes surgem amizades para a vida toda.

Mas o sucesso dessa convivência em casa vai depender de dois importantes fatores: compromisso e comunicação.

1 – Você realmente precisa dividir um apartamento?

Em primeiro lugar, se você estiver considerando um amigo por motivos puramente financeiros, é importante que você tenha ido ao mercado antes e avaliado as possibilidades de pagar um apartamento só para você, mesmo que você esteja disposto a dividir as despesas com um amigo.

Por exemplo, você prefere morar em um bairro mais afastado para poder conseguir arcar com as despesas de um imóvel sozinho ou prefere morar em um apartamento melhor em uma área mais central, dividindo os custos? Tudo se resume a suas prioridades. O que for mais importante para você: privacidade, espaço, independência, localização… são esses fatores que farão você tomar a decisão.

2 – Busque alguém semelhante

Há algumas coisas que podem ser feitas para aumentar a chance de se ter uma experiência positivo, caso você opte por dividir um apartamento com alguém. Embora nem sempre seja possível, busque o apartamento junto com a pessoa que pretende dividir, assim vocês poderão mudar para o local ao mesmo tempo. Esse cenário evita a sensação de que o apartamento pertence mais ao primeiro morador, ou que ele tenha uma sensação de que sua privacidade mudou com a chegada de uma nova pessoa morando no local.

Ter uma pessoa com uma situação financeira semelhante também ajuda. Vocês poderão fazer planejamentos conjuntos e contratar serviços que os dois possam pagar, como limpeza, TV à cabo e internet. Com isso, evita-se a sensação de você querer contratar o serviço, ou dividir uma conta de supermercado e a outra pessoa não poder pagar, gerando um desgaste dentro de casa.

É sempre uma boa ideia, para quem está dividindo o apartamento, assinar o contrato de aluguel também. Dessa forma, ambas as partes têm direitos iguais e também as mesmas responsabilidades financeiras.

Em alguns casos, apartamentos com dois quartos possuem um quarto maior (ás vezes um possui suíte e o outro não) e um segundo quarto menor. A melhor solução para esse problema é a pessoa que está no quarto maior pagar uma quantia maior no aluguel.

divir_quarto_02

3 – A comunicação é fundamental

Descreva todas as suas expectativas o mais rápido possível. Seja claro e converse sobre qualquer assunto que você deseja antes mesmo de mudar, é melhor discutir antes do que após seis meses de muito atrito. O que você pensa sobre visitas no apartamento? Como vai ser a divisão de tarefas? Como vão dividir os objetos e alimentos? Você está dividindo um apartamento para morar com um melhor amigo e que poderá dividir tudo ou prefere alguém que seja quase um morador invisível e respeite toda a sua privacidade?

Tenha em mente que morar junto pode ser uma maneira de matar uma amizade. O motivo? As pessoas que são amigas muitas vezes tomam uma maior liberdade e intimidade que nem sonhariam em ter com um estranho ou um conhecido.

divir_quarto_01

4 – Resolva seus problemas rapidamente

Se algo incomoda no comportamento da pessoa com quem você divide o imóvel, não espere ou fique carregando aquele aborrecimento por todo o dia, deixe bem claro o que incomoda e se possível imediatamente.

Uma maneira de fazer isso, e ajudar com situações tensas é falar de maneira educada, mas que demonstre sua insatisfação, por exemplo: “Eu fiquei decepcionado quando cheguei em casa e vi todos os pratos ainda na pia”. Esse tipo de atitude faz com que a outra parte reaja muito melhor do que se você chegar e falar: “Você não lavou os pratos da noite de ontem, isso está uma bagunça!”.

divir_quarto_03

5 – Não dê muito valor para as pequenas coisas

Como disse antes, o compromisso é a principal razão de uma relação de sucesso entre pessoas que dividem um apartamento. Será que vai ter dias que eu vou ficar louco? Eu quase posso garantir isso. Quando as coisas não estiverem indo bem (e isso vai acontecer) lembre-se que é uma situação passageira. É importante expressar quaisquer problemas com a outra parte, mas de forma rápida, educada e direta.

Com um bom planejamento e foco na comunicação aberta, dividir um apartamento pode ser uma experiência gratificante. Ela irá ajudá-lo a aprender habilidades valiosas, como lidar com pessoas em todos os aspectos da vida.

Espero que todos esses conselhos ajudem você a conseguir uma boa pessoa para dividir uma casa nova.

Uma Resposta

Deixe uma resposta

Tags

Sobre o autor

Rafael Milagre

Twitter Facebook Email Website

CEO da Benvenuto. Real Estate company in Brazil. Apaixonado por empreender e buscando revolucionar o mercado imobiliário www.benvenuto.com.br